• Corre Brasil

30kg a menos e uma nova paixão chamada corrida de rua

Por muito tempo, Kauana Pereira Silveira, 29, viveu um dilema com a balança. Preocupada com a saúde e com o sobrepeso, buscou diversas formas de emagrecimento, algumas com sucesso temporário e outras que foram apenas tentativas falidas. Ela não sabia como, mas queria dar uma reviravolta nessa história, sentia que não somente sua saúde física, mas a saúde psicológica também precisava mudar.

Até os 5 anos de idade era aquela criança “fofinha”, com umas “dobrinhas” a mais. Não havia nada de errado nisso,  pelo contrário, esse estereótipo foi por muito tempo considerado o ideal para as crianças. Antigamente, criança saudável era aquela que era mais gordinha. Foi depois dessa fase que a preocupação começou a aparecer. Ouvir frases como “Por que você não fecha a boca?”, “É gorda por falta de vergonha na cara” viraram rotina na vida de Kauana. “Aprendi a lidar com as pessoas e me autodefender, mas me sentia diferente”, conta.

O grande choque aconteceu quando era adolescente e seu pai, ainda muito jovem, com 41 anos, teve um infarto. Toda a família paterna sempre teve predisposição para doenças cardíacas e, devido a isso, a preocupação com o estilo de vida começou a aumentar.  Com 24 anos, Kauana chegou ao ápice do seu peso, estava com 103kg. “Tudo era difícil, minha respiração era pesada, não conseguia fazer nada e até um amiga minha me alertou: você já notou que fica cansada pra tudo?”, relata.

Decidida que queria mudar o rumo da sua vida, começou a frequentar sessões com uma psicóloga, fazer acompanhamento nutricional e ir à academia. Por um tempo funcionou e ela conseguiu adquirir essa disciplina. Com esforço, perdeu 14Kg. Apesar do grande passo, logo desanimou e recuperou 9Kg. Largou a academia, seguiu por pouco tempo a mais nas sessões de terapia e apenas persistiu na nutricionista. Após isso, passou um ano e meio sem fazer mais nada. “Sabia que precisava retomar meus cuidados, mas a cabeça pesava mais e eu ia sempre adiando”.


Em 2017, decidiu que voltaria a se dedicar e iria começar o próximo ano - 2018 - diferente. Kauana tinha um objetivo muito claro: chegar aos 30 anos com o peso desejado e, como já estava perto, iniciou um novo tratamento. Dessa vez procurou auxílio médico, e voltou para a musculação. Na academia, junto ao treino, começou a fazer caminhadas e caminhadas intercaladas com corrida até conseguir correr sem parar o primeiro quilômetro. “Quando a professora da academia falou para eu correr 5km, logo disse que não iria conseguir. Ela passou pra 2Km e quando terminei, eu queria mais. Assim eu fui evoluindo, até que um dia me encontrei em um almoço com um amigo da minha mãe que teve uma doença grave e, antes de passar por esse problema, ele era corredor. Ele contou da saudades que sentia de correr e isso me instigou. A esposa dele me mostrou o evento da Meia Maratona Internacional de Florianópolis e decidi que seria minha meta!”. Foi quando Kauana decidiu desafiar a si mesma e se inscrever para o  evento (edição de 2018), no percurso de 5Km.

Chegou o dia e o pé estava inchado. “Na semana da meia inflamou meu pé, mas disse: eu vou não quero saber, eu vou de qualquer jeito. Para mim foi uma superação realizar essa prova, significa muito. Não corri o percurso inteiro mas não acreditava que ia conseguir cruzar a linha de chegada. A sensação foi indescritível”, conta Kauana. E gostou tanto que não quer mais parar. Em 2019 Kauana entrou para o grupo de corrida Floripa Runners com uma nova meta:  treinar para realizar sua primeira meia maratona, em 2019. “A corrida mudou minha vida. A minha transformação de vida se deve a corrida. Hoje, após iniciar o treinamento de corrida, sou outra pessoa, diferente até da Kauana do início do ano. Mexeu com tudo, mudou completamente e até voltei a estudar, buscar novos desafios profissionais. Me transformou como mulher, como profissional, como filha, tudo”, pontua. 

Com a combinação do tratamento médico, academia, cuidados com a alimentação e os treinos de corrida, já perdeu 30 Kg. “Quero perder mais 10Kg até o final do ano para realizar a Meia Maratona Internacional de Florianópolis com mais gás, correndo a prova inteira!”

Sobre a Meia Maratona Internacional de Florianópolis

Em novembro, dia 24, para fechar com chave de ouro o calendário de corridas da Corre Brasil, vai ser realizada a Meia Maratona Internacional de Florianópolis. O evento, em sua 15a edição, é um dos maiores do segmento de Santa Catarina e tem a expectativa de participação de 6 mil atletas.  

Data:24 de Novembro de 2019 - Domingo Horário:

7h – Largada 21km ELITE

7h02 – Largada 21km Pelotão Geral

7h20 – Largada 5km e 10km

10h - Início da Cerimônia de Premiação

Local:

Trapiche na Beira Mar Norte, Florianópolis/SC Distâncias:21km (solo), 10km e 5km Por: Ana Carolina Nasato - Assessoria de Imprensa - Corre Brasil #qualidadedevida #saúde #bemestar #corridaderua #corrida #meiamaratona #correbrasil #eucorroporaqui #vemcorrercomagente
257 visualizações
Atendimento assessorias e atletas:  atendimento@correbrasil.com.br
Parcerias e novos projetos: projeto@correbrasil.com.br
  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
REDES SOCIAIS:

 

Todos os direitos reservados - CORRE BRASIL - © 2019