• Corre Brasil

O atleta vegetariano

Atualmente a população vem buscando um estilo de vida mais saudável e devido a este motivo só crescem os praticantes de corrida e demais atividades físicas, bem como querem adaptar a alimentação aos treinos praticados. Nesse sentido algumas pessoas preferem uma alimentação vegetariana.

ENTENDA AS CLASSIFICAÇÕES:

Vegetarianismo é o regime alimentar que exclui todos os tipos de carnes.

O vegetarianismo costuma ser classificado da seguinte forma:

(a) Ovolacto-vegetariano: utiliza ovos, leite e laticínios na sua alimentação.

(b) Lacto-vegetarianismo: utiliza leite e laticínios na sua alimentação.

(c) Ovo-vegetarianismo: utiliza ovos na sua alimentação.

(d) Vegetarianismo estrito (vegano): não utiliza nenhum produto de origem animal na sua alimentação.


São 4 os principais motivos que levam os indivíduos a se tornarem vegetarianos:

1. Ética animal

2. Saúde individual

3. Meio ambiente

4. Sociedade

O que leva uma dieta a ser ou não deficiente não é o fato de ter ou não ter carne no cardápio, mas sim a forma que o cardápio é elaborado. Uma pessoa que come carne, é onívora, pois teoricamente come de tudo, mas caso não tenha o hábito de comer frutas e verduras, pode ter deficiência de ácido fólico (vit. B9), baixa ingestão de fibras e potássio, por exemplo. A dieta vegetariana bem planejada, como deve ser qualquer dieta, pode e oferece todos os nutrientes que precisamos.

Porém, na alimentação do vegetariano descuidado pode faltar proteínas, ferro, zinco, cálcio, vitamina D, vitamina B12, entre outros, e isso pode causar problemas ao organismo. Por isso, antes de embarcar em uma dieta vegetariana, procure sempre um nutricionista. O vegetariano inicialmente pode ter que tomar suplementos vitamínicos e é bom fazer exames de sangue periódicos, para acompanhar qualquer desequilíbrio no organismo.

O PRATO BÁSICO DO VEGETARIANO

Um adulto vegetariano deve pensar em preencher metade do seu prato com verduras e legumes diversos e mais variados possíveis, preencher 1/4 do prato com cereais (arroz, milho, trigo, cevada, sorgo, amaranto, quinoa...) e 1/4 com leguminosas (feijões, ervilha, lentilha, grão de bico, tofu...). Vale à pena colocar 1 fruta rica em vitamina C de sobremesa (laranja, tangerina, acerola, goiaba kiwi, morango). E a salada deve levar um pouco de óleo de linhaça ou abacate, ou mesmo o tradicional azeite de oliva extravirgem.

SUPLEMENTAÇÃO

Ela é necessária quando há carência de algum nutriente no organismo. As deficiências encontradas nos vegetarianos são basicamente as mesmas encontradas na dieta com carne. E a escolha do suplemento depende dos achados em exames laboratoriais da avaliação médica e nutricional realizada. Para vegetarianos que não têm exames avaliados, considero de grande valia a suplementação com vitamina B12. Por: Gustavo Melegassi - Nutricionista - CRN 10-4439 #saude #bemestar #corridaderua #correbrasil #revistacorrebrasil #eucorroporaqui #qualidadedevida

50 visualizações
Atendimento assessorias e atletas:  atendimento@correbrasil.com.br
Parcerias e novos projetos: projeto@correbrasil.com.br
  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
REDES SOCIAIS:

 

Todos os direitos reservados - CORRE BRASIL - © 2019